quarta-feira, 21 de janeiro de 2009

E foi assim...

Como é bom férias, né!? A gente rala o ano inteiro pra poder desfrutar de 30 diazinhos que passam tão rápido. Mas é assim mesmo... por isso é que eles são os melhores do ano! Posso dizer que os meus foram perfeitos.

Aproveitei pra ir a Minas ver a família, curtir os sobrinhos, a casa, a comida e tudo de bom que existe por lá.
Depois da farra em família, fomos pra praia! Como bons mineiros candangos, uma praia é tudo que se deseja em tempos de folga. Na verdade, os planos eram bem outros. Eu idealizei uma coisa diferente, uma pacata viagem pro Nordeste, uma praiazinha sem energia elétrica em pousadinha rústica, ou até mesmo algo glamuroso, mas que fosse diferente. Aí... vem o Rodrigo e corta meu barato comprando as passagens pra mais uma temporada de férias no Rio de Janeiro. Sim, eu amo. Mas juro que queria sossego. E se existe algo que não se tem no Rio ... é sossego. Enfim... se estamos na chuva, vamos molhar. Vamos molhar não, vamos encharcar! E então me permiti curtir exagerados dez dias de programas genuinamente cariocas!
Aproveitamos para, além de muuita praia (overdose de Baixo Bebê!), tomar um delicioso café na Confeitaria Colombo do Forte de Copacabana, almoçar, sem a menor culpa, às 4 da tarde, o bolinho de bacalhau com chopp do Garota de Ipanema, contemplar o pôr do sol no Arpoador e andar de triciclo pela Lagoa, assim como um dia no Jardim Botânico, um passeio a Niterói pra visitar pessoas queridas, uma manhã inteira batendo perna pelo Saara com uma amiga pra lá de especial com direito a uma parada no tradicional Bar Luiz no centro da cidade, um fabuloso passeio de roda-gigante, e uma estadia fantástica, com vista pro Cristo Redentor. Mais? Provamos da famosa culinária no charmoso e apaixonante bairro de Santa Teresa. Dentre tantas outras coisas... botecos, botecos e mais botecos. E muita alegria!

E no final... a sensação é de que foi uma delícia. E no final... não fez diferença se fomos pra uma praia deserta, pra Paris ou pra Roma. O que importou mesmo foi ver os olhinhos dos meus meninos brilhando. E é isso... o simples fato de, em família, passar dias felizes. E é só o que eu busco pra minha vida. E é só o que, pra mim, vale a pena!
E por último e não menos importante ... fotos, fotos, mil e duzentas fotos! Matéria prima pro resto do ano!





Beijão,
Thá

Um comentário:

Renata disse...

Que delícia de viagem! seu filho é um fofo! bjs.