quinta-feira, 25 de setembro de 2008

Mais de São Paulo... relatos finais!

Ahhhh e o sábado!? Eu já não era ninguém... depois de tantas emoções na sexta-feira, eu tava muerta. Mas a boa noite de sono camuflou um pouco todas as dores e já acordamos loucas por rua! E lá fomos eu e Lya pro Bom Retiro, de taxi, pq não tínhamos nem idéia de como chegar lá! Como somos madrugadeiras, pegamos as lojas abrindo, o que foi ótimo pq rendeu o nosso passeio. Conseguimos descobrir preciosidades. Sabem aquelas fitinhas pespontadas e de bolinhas importadas? Que nunca se acha em lugar nenhum a não ser em lojas de scrap carésimas? Então, encontramos umas bem semelhantes a estas. Pespontadas encontrei de quase todas as cores, fiquei maluca, queria um rolo de cada. Algumas eu cheguei a comprar 100m (pq não vendia menos) e outras 10m, 50m... mas enfim, comprei fita pra dar com pau! Pois é, foram essas que cheguei a pensar em vender, mas ontem ao desarrumar as malas, achei tudo tão pouquinho! Hahahahaha... vou pensar nesse caso ainda!

Enfim... passamos a manhã andando no Bom Retiro e encontramos as meninas do Sul. A minha irmã gêmea de outras encarnações, Mari Linda Monteiro, Márcia Felício, Bianca Ribeiro e Patrícia e lá fomos nós levá-las pra comprar as tais fitas! Depois pegamos um taxi pra Bella Paulista e aí sim me sentei com a Marizinha, almoçamos juntas e pudemos trocar muuuitas figurinhas (coisa que a gente já fazia por e-mail!). Ao vivo é muuito mais emocionante e só se confirmou toda afinidade que nós temos! Amooooo! Férias em Floripa já! Tá decidido!

Aí já era hora da aula da Lari! E eu entrei na feira com um crachá que a Mari tinha sobrando! Gente, que loucura! Ah... ela ofereceu e 10 reais dava pra comprar uns papeizinhos a mais! Então... a Lari! Jesus... a Lari eu jamais reconheceria no meio da multidão. Ela é pequenina e eu tinha idéia (e não me pergunte o pq!) de que ela fosse altona! rs... e ela já foi logo começando a aula, afinal, tinha muuuita coisa por vir. Fiquei boquiaberta com o projeto, coisa mais maravilhosa do mundo. Sem noção, como era de se esperar. Vindo dela, só podia ser alguma coisa perfeita. E era. Mas confesso que o tempo foi muito curto. A página era toda cheia de “efeitos especiais”. Ela ensinou uma técnica de borrifar água e amassar o papel pra dar dimensão ao LO. Tivemos também que pintar o alfabeto de chipboard, título Unforgettable e depois respingar tinta (tipo os pinguinhos que a Cá ensinou no vídeo). Só sei que foi demais, mas não consegui terminar a página, veio pra casa pra eu acabar mas, ainda tb não tive como mexer! Não vejo a hora de vê-la pronta e compondo o álbum da festa de 3 anos do pequeno!

Olha a Lari aí.... obrigada , Lari...! A página é perfeita...

Terminou a aula e eu só queria feira, feira, feira! Afinal... já tinha comprado fitas, botões e mil outras coisas e nada de papel! Como assim? Pois é e vou dizer... embora eu tenha andado muuuuito, comprei pouco papel e voltei com a sensação de: EU QUERO MAIS PAPEL! Tanto estou me sentido assim que ontem estava montando o kit que vou mandar pra sorteada da troca de LOs, que eu fiquei inconformada com os papéis e confesso, fui na loja de scrap e adquiri um kit lindo da Paperchase pra mandar pra sortuda! Pronto, contei! Mas isso é um outro assunto...

Voltando à feira... ahhhh... antes dos papéis eu, que já tinha me apaixonado pela seat case da Karen Foster (aquela mala linda rosa que é um banquinho), corri na Pedaços pra adquirir a “menina”. Foi assim... na verdade eu não fui com a idéia de comprar uma mala de scrap, não mesmo, mas foi amor à primeira vista e eu jurava que ela poderia ir lá em cima comigo no avião (e isso facilitaria a minha vida e eu não pagaria excesso de bagagem)... daí meu pai tinha falado pra eu comprar uma “coisa” pra ele me dar de presente... e então pronto, escolhi a mala! Aff... momento sonho de consumo, né!? Comprei junto com ela uma pasta, também da Karen Foster, que é cheia de divisórias, mega útil e cabe direitinho dentro dela (isso foi dica da Márcia Felício!). Na Pedaços tava legal de comprar, tinha muita coisa bacana e dividia de 3x no cheque. Aproveitei e comprei uns grampinhos decorados (faste... num sei quê! Como chama aquilo, gente?)... enfim...foi isso! Saí que nem louca, arrastando e dando “malada” pela feira a fora! Aff... que lushooooo!

E então saí em busca da Les Babioles, da Vivi Amaral, aliás parada mais que obrigatória. Na minha opinião, a loja mais completa (e badalada) da feira. As Babioletes super bonitinhas com aventais cheios firulas. Mega chique ser atendida pela She e a Kaká! E, de cara, eu ataquei as minhas maiores paixões, os THICKERS, morro de amores mesmo e não nego, são úteis, práticos e lindos... comprei apenas 10 cartelas variadas, sendo a maioria preta, depois verde, vermelho, dourado, etc... e podia ter trazido bem mais pq eu enlouqueço quando quero um título e tá faltando letra! Comprei uns outros alfabetos adesivos que nunca tinha visto, me pareceram bem legais e estavam com um bom preço! Aí fui escolher meus tão esperados papeizinhos e eu criei um certo bloqueio... não conseguia combinar nada com nada. Via aquelas coleções lindas e não me vinha inspiração à cabeça, fiquei um pouco afobada vendo tanta coisa junta e acabei escolhendo umas coisas nada a ver, ainda bem que no scrap tudo se aproveita! Mas trouxe sim uns papéis lindos! Não muitos, mas vieram! Na Vivi tb tava legal de se negociar, 3x no Visa, raridade na feira... a maioria das lojas vendia no cartão direto ou dinheiro à vista!
Aqui já com a malinha linda e as comprinhas da Les Babioles...


Aí voltei na Néctar com a Lya, mas sinceramente, embora seja muuito barato, não vale a pena a não ser pelos papéis lisos! De lá eu fui no Ateliê do Vlad comprar o refil pra minha guilhotina (que é da TEC... ruim de doer, mas é a que eu tenho e como eu não queria trazer outra, trouxe o refil mesmo).

E só então fomos na Goodies,da Ju Tonin, só pra eu morrer de raiva de não ter ido na sexta... os minis que eu queria já tinham acabado, mas consegui comprar uns 10 de outros modelos. Comprei também as cartelas de chipboard grandão (aquela chipão de chaves é tudoooo), palavras de acrílico e várias argolas de metal pros álbuns. Não comprei carimbo pq não sei selecionar, ou eu levo tudo ou nada... hahahaha... e aqueles carimbos são de enlouquecer. Bom... comprei o suficiente pra ganhar o brinde que era uma sacolinha linda de feltro coloridézimo que vinha com um bloquinho de anotações dentro. Acabou que não conheci a Ju pq ela tá grávida e enjoando muito... mas vi os álbuns lindos que ela deixou por lá! De babar!

Pois bem... finalmente fui à Scrap Sampa... que a princípio, não dava pra entender direito, mas era aquilo mesmo, um stand gigante, todo dividido pela feira... vc nunca sabia se tava comprando lá ou na loja vizinha, mas acabei me localizando e escolhendo mais uma leva de papéis interessantes. Gostei muuito dos cardstocks coloridos a 2 reais. Estou numa fase mais clean e gosto das bases lisas, comprei de várias cores. Além desses, escolhi uns outros coloridos decorados, alguns da Sassafras (um ultra de arco-íris!) que eu adoro e outros de menino e de aniversário (pra eu dar continuidade ao álbum da festa do João).

Por fim... a última parada foi na Scrap Memory (é isso mesmo?)... a Lya quis comprar a guilhotina da Cutter Bee e eu fui com ela. Acabei encontrando grampinhos coloridos pro meu grampeador novo. Lá também estava com uma excelente promoção das coisas da Making Memories - tudo de muito bom aquelas cartelas de bailarinas diferentes com 30% de desconto!


Aí que eu vi meu suado dinheirinho indo embora... começou uma dorzinha no peito... um pouco de culpa, um monte de saudade dos meninos, de casa... na verdade, vou dizer... durante todo esse tempo da viagem, toda vez que eu me lembrava do João, tentava desviar o pensamento pq a vontade era chorar muuuiito, e então eu fui protelando esse momento. Só que nessa hora... eu já tinha comprado tudo e mais um pouco, já tinha realizado os meus mais consumistas desejos do planeta, resolvi ir num orelhão ligar pra eles... aff... aí não teve jeito, chorei a rodo, e naquele momento eu só queria ir embora, mas não tinha jeito... o vôo era só domingo.

Eu e Lya ameaçamos ir pro hotel, mas tava um chuva lascada (e eu não poderia jamais molhar minha mala!), voltamos lá pra dentro e fomos na lanchonete. Abençoada volta! Logo veio a Si Beniste... amoooooooooooooo de novo... nos falamos por e-mail todos os dias e meu sonho era passar horas conversando com ela. Detalhe... nos encontramos de relance em plena 25 de março e ela (que trabalha no Detran do Rio) me entregou uma sacola cheia de coisinhas de trânsito pro João (que ama tudo que é de trânsito). Mas lá não tínhamos conversado nada e só então fomos fofocar horrores... ela é ótemaaaaaaaaaaa, cheia de dicas, vende até rancho pegando fogo e foi me dizer como eu devo montar os kits pra vender. Lindaa, Si... adorei vc... eu te imaginava exatamente assim!

Pensa que acabou? Nada.... a Si saiu e eu fui sentar com a Dany Peres e conheci a Fê Baraldi. Elas são super alto-astral, conversamos um tempo, mas a essa hora eu já tinha esquecido de máquina fotográfica! Hunf... no photos! E outra coisa... não me perdôo, não trouxe os chipboards da Dany. É tudo tão lindo e diferente e foram vendidos na loja da Marcela, mas qdo a Lya me atinou pra isso eu não conseguia mais andar. Quero comprá-los pela internet... se alguém souber como pedir, me fala, viu!?

Querem um balanço da feira? Muuuuito positivo! Faria tudo outra vez com algumas observações para a próxima... vamos lá... primeira coisa... eu quero um tênis de caminhada (eu fui com aquele Reebok douradinho tipo sapatilha – chique e burra!) sofri muito por ter andado que nem maluca na 25 e no Bom Retiro, eu acabava indo me arrastando pra feira. Pra quem tem pouco dias em São Paulo e que “necessita” de tudo ao mesmo tempo agora, uma boa solução (além do tênis apropriado) é emagrecer uns 20 kg pro ano que vem sofrer menos. Pq deixar de ir na melhor parte (que é a pechincha), isso eu não vou!
Quê mais... hmmmm... conversa fiada – lenda da carochinha - essa estória de que papel no último dia é mais barato, que nada, não peguei nada de promoção , achei foi resto e muitas coisas que eu queria já haviam acabado. Compre tudo no primeiro dia, de preferência, vá na quarta! E é isso... por ter sido a primeira vez, acho que me virei foi muuito bem... não surtei em momento algum, soube controlar todos os meus impulsos, não gastei todo o dinheiro e não voltei com a corda no pescoço. Isso já é um grande resultado! Hahahahha!

E foi assim....saímos da feira mortas e pegamos um taxi pro hotel, pois já era hora de desfazer e refazer as malas! Olha isso...

Pedimos uma comida no famoso Sujinho e veio coisa pra um batalhão. A Lya queria ir levar o resto (que de resto não tinha nada, salmão com batata souté) pros mendigos da rua Augusta... aff... se eu não seguro! E pior... ela tb não queria me deixar dormir de barriga cheia só pq eu comi uma super picanha... huhauhuahau... mas que barriga cheia que nada! Apaguei e quando vi já era hora de ir pro aeroporto e o nosso amigo taxista, Eduardo, já tinha até me ligado no celular... lá fomos nós arrasadas, desesperadas de medo do excesso da bagagem!

Enfim... sabem a mala que eu comprei só pra ir comigo lá em cima no avião? Então... ela pesou 12kg e teve que ir lá em baixo... aff... desespero de novo... pedi o moço pra embalar em mil plásticos de medo da pequenina arranhar! E a outra mala? Qtos kilos? 21 apenas! E o máximo era 23kg por pessoa, mas o moço não me cobrou nada! Fiquei muuuuito feliz e vim alegrinha da silva!

Agora sim... querem saber a melhor parte da viagem????? Chegar no aeroporto sã e salva, ver minhas malinhas apontando na esteira e ter meus meninos me esperando. Entrei no carro com o João no colo, soluçando de tanto chorar, fui até em casa aos prantos. Nunca senti isso em toda a minha vida! Perfeição ter meu pequeno nos braços... e foi assim, maravilhoso... nada como o sorrisinho dele de alegria por me ver... e abrir os presentes então? Ai... que delícia!

E foi assim.... a mala continua lá, ontem abri algumas coisas, consegui colocar os botões na caixa deles, mas o resto ainda não mexi! Vou fazendo isso aos poucos, afinal é coisa demais... e agora já estou desistindo de vender tudo... rs... mas vou separar algumas firulas pra fazer uns kitzinhos!

É isso... estou melhorando da garganta e da gripe e hoje tenho um compromisso, fazer os saquinhos de Cosme & Damião que faço todos os anos, dia 27/9, pra distribuir pra criançada!

Eu não paro, né!? Não mesmo!
Só por isso que a vida tem tanta graça!

Beijocas,
Thá

7 comentários:

NandadaDuda disse...

ai cansei só de ler!!! muita diversão, muito gasto, muita fofoca e pouco scrap isso sim!!! hahahaha!!!
ano que vem eu vou com vcs!!! mata mesmooooooooo a saudade do fofo do João!
beijos

thati penna disse...

querida....li tudinhoooo...ai, é como voltar no tempo né? Seu texto é barbaro, e mesmo com a saudade, a viagem foi tudo de bom!!!
Ano que vem tem mais!!!
Bjsss

Carmem Lucia Calvo disse...

Scrapper, fotógrafa e REPÓRTER!!! Adorei seu relato, estou daqui te ouvindo falar! E foi tudo óootimo mesmo!
Bjão

Mari Monteiro disse...

Ai, como eu te amo!!!! Adoro gente que solta o verbo e vai falando, e não tenho dúvida que a nossa "história" não é de hoje.
Bjo enorme.

ju lima disse...

Tha que figura que vc é. Amei o seu relato, sabe que mala rosa é um caso sério né? quanto colocamos isso na cabeça não tem quem tire....
e vc chorando com o filhote... que fofa! espero que vcs voltem mais vezes, porque eu nem pude curtir vcs.
beijocas

disse...

Tha, posso dizer com propriedade q vc se saiu muito bem!! rs.... Eu sei q a primeira feira é sempre inesquecível (não só pela novidade, mas pelo rombo na conta bancária), mas acho q vc se comportou direitinho, né? hahahaha

caminho da beleza e da sabedoria disse...

oi Thaisa!
td bem?
Puxa... q relato super legal da feira!!
Infelizmente ainda não debutei na feira de scrap, pois estava trabalhando, mas... com certeza depois desse seu relato a vontade de ir ano q vem aumentou mais ainda!
Obrigada pelo texto delicioso!
beijos!